Teoria Efervescente

E eu que duvidei da existência de uma sétima efervescencia intergalática.

And if you stop for a minute…

São partes de você isso que resta em mim e quando eu me olho é você que eu vejo. De algum modo você se fixou nas minhas entranhas e eu não consigo mais tirar. O seu cheiro, seu gosto está em mim, já não sei o que sou eu sem você e o que é você (s)em mim. Somos nós agora, em mim e sem o nós, só comigo. É quase uma autosuficiência. Seria bom se fosse, mais é quase, só quase. Me sobram lembranças e memórias, planos e sonhos mas me falta você.

São partes de você isso que resta em mim e aparentemente é só o que resta de mim. Me apaguei do que sobrava e deixei você iluminar o vazio que ficou lá. Faltou-lhe energia para trazer luz aos meus detalhes. Faltou tempo. Mais o que ficou de nós, o que foi iluminado, ainda permanece intacto. Vivo, ainda, na verdade. Temos vivido o que já passou nesse tempo que não passa.

São partes de você isso que resta em mim e são partes de mim isso que resta em você. Trocamos de corpo, trocamos tudo. Nos perdemos pelo caminho, pelo jeito, um do outro e de nós mesmo. Já não vejo graça nas ruas da cidade e nas coisas simples que me faziam sorrir. A luz se foi e tudo em mim é vazio e escuro…e você.

Anúncios

No comments yet»

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: